Novo decreto estende quarentena até 15 de junho em Caçapava

O Município de Caçapava, seguindo diretrizes do Governo do Estado de São Paulo, prorroga o período de quarentena até 15 de junho. De acordo com o decreto 4498, publicado na tarde desta sexta-feira (29/05), a medida é necessária para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 (Novo coronavírus).

Segundo o texto do decreto, a partir da próxima segunda-feira, 01 de junho, as atividades econômicas poderão ser retomadas mas, com regras. Entre os setores estão imobiliárias, concessionárias e lojas de veículos, escritórios em geral e o comércio. Entretanto, ficam de fora desta fase de reabertura o funcionamento de clubes esportivos e recreativos, o consumo local em padarias, bares, restaurantes e afins (Poderão ser oferecidos os serviços de entrega por delivery e drive thru), a realização de eventos de qualquer natureza em espaços públicos ou particulares, a realização de atividades coletivas esportivas ou culturais, o funcionamento de academias e estúdios de todas as modalidades esportivas e a realização de atividades educacionais coletivas.

Horários

Os horários para funcionamento serão divididos em duas partes, sendo de segunda a sexta-feira, ficando proibido o funcionamento aos sábados, domingos e feriados, exceto atividades consideradas essenciais.

- Escritórios, imobiliárias, concessionárias e lojas de veículos podem funcionar das 09h às 13h.

- Comércio pode funcionar das 14h às 18h.

Para os setores que deverão reabrir a partir da próxima semana, foram estabelecidas algumas regras para funcionamento que são:

- Utilização de máscara descartável ou de tecido por todos os funcionários e clientes;

- Disponibilização de frasco de álcool em gel 70% (dispenser), na entrada e na saída do estabelecimento;

- Higienização frequente e a proteção para facilitar a higienização das superfícies de toques como, por exemplo, máquinas de cartão, telefones e outros;

- Os provadores de produtos em geral deverão ser higienizados após cada utilização;

- Limpeza e desinfecção frequente dos sistemas de ar-condicionado;

- Garantia de circulação de ar com, no mínimo, uma porta ou uma janela aberta;

- Proteção de vidro ou policarbonato ou distanciamento demarcado para separar funcionários de clientes nos caixas e guichês;

- Cumprimento de demais normas sanitárias oriundas dos órgãos competentes;

- Funcionamento com apenas 20% da capacidade, a fim de evitar aglomeração.

De acordo com o decreto, a evolução dos números de casos de coronavírus poderá acarretar em novas medidas restritivas.

A recomendação do Município de Caçapava continua sendo para que as pessoas, principalmente as do grupo de risco, continuem evitando sair de suas casas.

Veja o decreto na íntegra AQUI