Novo plantão para o Cadastramento Biométrico Obrigatório  acontece neste sábado, 13 de julho

Os eleitores de Caçapava que ainda não fizeram a biometria têm a oportunidade de cadastrar as digitais neste sábado, 13 de julho, em mais um plantão realizado pelo Cartório Eleitoral de Caçapava. O objetivo da ação é facilitar o atendimento do eleitor que não tem disponibilidade de horário durante a semana.

O cartório eleitoral funcionará no sábado, das 8h às 13h. É possível efetuar o agendamento por meio do site do TRE/SP, porém, mesmo sem o agendamento, todos os eleitores que comparecerem serão atendidos.

Para fazer a biometria, é necessário levar documento oficial de identificação original, comprovante de residência no nome do próprio eleitor e recente (últimos três meses) e o título, caso tenha.

 

Biometria obrigatória

Quem não fizer o cadastramento biométrico, atendendo à convocação da Justiça Eleitoral, além de ter o título cancelado, ficando de fora das eleições municipais de 2020, estará sujeito aos seguintes impedimentos:

- Não conseguirá obter passaporte ou carteira de identidade;

- Não conseguirá receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como de fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondente ao segundo mês subsequente ao da eleição;

- Não poderá participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal, dos municípios ou das respectivas autarquias;

- Não conseguirá obter empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas Caixas Econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo Governo, ou de cuja administração esse participe, e com essas entidades celebrar contratos;

- Não poderá inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado;

- Não conseguirá renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo Governo;

- Não conseguirá praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda;

- Não poderá obter certidão de quitação eleitoral, conforme disciplina a Resolução - TSE nº. 21.823/2004;

- E por fim, não poderá obter qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.