Prefeitura realiza mutirão de combate à Dengue e Cata-bagulho na Vila Santos e bairros adjacentes

Nos dias 13, 14 e 15 de junho, as equipes do DSM – Departamento de Serviços Municipais (Obras), da Vigilância Epidemiológica (Saúde) e da Defesa Civil estarão em plantão no bairro Vila Santos, Jardim Amália e parte da Vila Naly para uma nova operação de intensificação de combate à Dengue e Cata-bagulho. No final de maio, um mutirão similar foi realizado em Nova Caçapava.

O objetivo é integrar esforços junto à comunidade dos bairros para eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti e controlar a proliferação da doença. A Vila Santos é um dos bairros com maior incidência de casos positivos de Dengue no município.

O mutirão acontece, na quinta e na sexta, das 9h00 às 11h00 e das 13h às 16h, e no sábado, das 8h às 11h. Vai abranger principalmente as ruas: Olímpio Santos Júnior, Marechal Rondon, 1° Centenário de Jambeiro, Monteiro Lobato, Benedito Monteiro de Toledo, Padre Benedito Alves Monteiro, Prof. Maria de Vasconcelos Nogueira dos Santos, Benedito Yunes, Gonçalves Dias, Prof. José Francisco Simões dos Santos, Av. Francisca Alves Moreira, Castro Alves, Ari Barroso, Rufino Esteves Costa Salgado, Eng. Carlos Roberto Carboginni, Antônio dos Santos, Francisco Alves, Carlos Emmanuel dos Santos, Benedito Anacleto Araújo, Amácio Mazzaroppi, Dra. Francisca de Almeida Santos e Regente Feijó. Um carro de som abrirá as operações avisando a população para que todos colaborem.

Entre as ações do mutirão, estão previstas vistorias nas residências (principalmente nos imóveis pendentes de vistorias anteriores por estarem fechados ou desocupados); montagem de uma tenda que funcionará como ponto de triagem, recebimento de materiais e denúncias (na Rua Padre Benedito Alves Monteiro, próximo ao Lar Emanuel) e bloqueio de trânsito (blitz) para distribuição de panfletos e conscientização da população.

A Prefeitura tem realizado ações contínuas e diárias de combate à Dengue, e agora conta com o apoio da população. Na última semana, a Prefeitura decretou situação de emergência na saúde pública para execução de ações necessárias ao combate da proliferação do mosquito Aedes Aegypti e à efetivação do Programa de Combate e Prevenção à Dengue no município.

A prevenção consiste em manter limpos os quintais e as caixas d’água (que devem estar sempre tampadas); as calhas, que não podem acumular água da chuva; colocar areia nos pratinhos de flores; telas nos ralos; guardar pneus, garrafas e qualquer outro tipo de vasilhame ou objeto que possa acumular água e se tornar criadouro do mosquito.